terça-feira, 28 de setembro de 2010

Mundo material (Madonna)

Por Eduardo Logullo*

Madonna

Vi a foto e pensei que fosse Lygia Kogos, Martha Suplicy, Marina de Sabrit. Sei lá. Depois, olhei com atenção e lá estava ela: Madonna! Bolsa, óculos, paletozinho, calça apertadinha e colares discretos. Igual a uma jovem senhora que chega ao shopping Higienópolis para encontrar as amigas e tomar café com broa de fubá. Não, mas aquela na foto era Madonna Louise Ciccone. A artista mais representativa do showbiz das últimas décadas, conduzida por políticos e secretários embasbacados pela blond ambition no Palácio dos Bandeirantes. (Ninguém deveria saber sequer o nome de alguma gravação de Madonna. Mas quem se importa com isso?) A artista nascida em Michigan há 51 anos se “afeiçoou” pelo Brasil, país que hoje visita com relativa frequência, para passar o chapéu entre empresários poderosos e amealhar um troco para suas crianças desamparadas. Madonna daqui a pouco sofrerá a síndrome da colega Dionne Warwick, que se mudou para o Rio, virou figura tão comum que é confundida com Eliana Pittman no almoço do Porcão. 

Voltando a Madonna. Ela é ou não é uma engolidora de maridos e namorados? “Ééééééé´”, berra o auditório. Na fase pré-histórica de sua carreira, teve um affair com o músico Dan Gilroy. Engolido. Depois, namorou outro músico, Stephen Bray. Engolido. Ao lançar seu primeiro álbum, Madonna caiu nos braços do artista plástico Jean-Michel Basquiat – que só não foi engolido porque vivia colocado o dia inteiro. Com 21 milhões de cópias vendidas do álbum "Like a Virgin", Madonna, aos 27, enquanto gravava "Material Girl", se casava em 1985 com o ator Sean Penn, que seria engolido três anos mais tarde. Madonna prosseguiu engolindo, na sequência, o pornostar Tony Ward e o músico Vanilla Ice. Chegou ao ponto de o caretão David Letterman anunciá-la no programa como “a artista que vendeu 80 milhões de discos e que já dormiu com os maiores nomes da indústria de entretenimento”. Madonna respondeu: “Foda-se!”. E o obrigou a cheirar duas calcinhas que ela jogou na hora em cima do apresentador. Sensacional. 

Seu personal trainer Carlos Leon foi o marido seguinte e pai de sua filha, Lourdes Maria. Quando teria sido engolido? Ninguém lembra. O que lembramos é que em 1999 ela se casa com Guy Ritchie, com quem teve o filho, Rocco. Com Ritchie fez a fina, morando entre a Escócia e a Inglaterra. O divórcio do casal veio em 2008, com ele devidamente engolido e enviado para algum buraco negro. E agora, o que acontece com nossa sticky & sweet lady? Sabemos que o brasileiro Jesus Luz tem sido o partner constante. Mas ainda rola essa história ou ele está engolido? Vamos promover uma grande Marcha por Jesus. Jesus vive? Jesus foi devorado, deglutido, sorvido, tragado, passando da boca ao estômago de Madonna? Oh, céus. 

Da série Engoli Meu Marido: Imelda Marcos | Tina Turner | Elizabeth Taylor | Nancy Reagan | Grace Kelly | Eva Perón | Madonna | Paris Hilton 

*Eduardo Logullo é jornalista e maluco. 

Texto publicado originalmente na revista ffwMAG! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário