terça-feira, 26 de outubro de 2010

Cansei!

Campanha eleitoral: tempo demais

Campanha eleitoral devia durar, no máximo, um mês.

Um mês é tempo mais do que suficiente para os candidatos apresentarem suas propostas de governo e para o povo escolher aquele que mais lhe convém. Se houver necessidade de segundo turno, que se dê mais uma semana para esses mentirosos compulsivos se engalfinharem na reta final.

O excesso, como se sabe, nunca é bom. O excesso engorda, obstrui as artérias, CANSA!

E eu cansei de ver a cara da Dilma e do Serra aqui, ali, em qualquer lugar. Na TV, no jornal, no Twitter.

CANSEI!

Não aguento mais ouvi-los grunhir promessas que jamais irão cumprir. Regurgitar ladainhas. O excesso enjoa.

Acho que Dilma e Serra também estão cansados desse confinamento de meses para conquistar o PODER. Repare nas olheiras da petista, na voz rouca e falha. Sinais claros de exaustão. Se pudesse, acredito que Dilma mandaria o eleitorado à merda e pegaria o primeiro voo para alguma ilha do Caribe.

Serra é político de outra linhagem. Profissional cara-de-pau. Deve estar cansado, mas ainda encontrou ânimo para transformar em arma letal uma bolinha de papel.

Excesso de cigarro causa câncer. Excesso de velocidade causa trombadas. Excesso de Dilma e Serra está causando fadiga cerebral. Fora os capangas de sempre, militando de arma em punho nesse bangue-bangue enfadonho, ninguém mais consegue enxergar as diferenças entre o vestido PTerossauro da petista e o paletó cinza-desânimo do tucano.

É tanto blá-blá-blá infecundo, tantos debates sono/lentos, tanta encenação para a plateia, que sinto meu estômago revirar cada vez que me deparo com a imagem cadavérica desses coitados capazes de cometer/falar qualquer barbaridade para chegar ao PODER.

É tempo demais de exposição. Para os candidatos e para o eleitorado. À essa altura, o povo quer mais é que chegue logo o dia da votação para que a campanha, enfim, acabe – e pouco importando quem vença. Sabe aquela relação desgastada em que um não suporta mais a cara do outro? É mais ou menos isso que acontece quando somos bombardeados diariamente por propagandas que nada fazem além de nos encher o saco e de nos lembrar que temos um “compromisso cívico” bem no meio de um feriado prolongado.

Não duvido que a abstenção será alta. Vingança ao excesso de pavonice eleitoral, aos meses de tortura midiática falaciosa que os candidatos nos obrigaram a aguentar.

Como não viajo em feriados, estarei por aqui. Mas, outra vez, anularei meu voto. 

Motivo: preguiça!

Um comentário:

  1. "o vestido PTerossauro da petista e o paletó cinza-desânimo do tucano"

    Como suportar?

    ResponderExcluir