terça-feira, 16 de novembro de 2010

O CACHORRO E O BURRO

[ FÁBULAS DE ANTI-AJUDA ]

Na fazenda viviam muitos bichos: patos, porcos, galinhas, além de um burro e um cachorro. E todos eles ficavam esperando a hora em que o dono voltava do trabalho.
No entanto, quando ele chegava, somente o cachorro corria para lhe dar as boas vindas e fazer festa. O dono passava a mão na cabeça de seu fiel amigo.
Mas o burro, olhando a cena, pensava com tristeza:
     - Meu dono não liga pra mim. Ele só acaricia o cachorro.
Um dia, querendo receber carinho, o burro ficou à espera do dono para também recebê-lo com festa.
Assim, quando o homem chegou, o burro relinchou festivamente e, para imitar o cão, ergueu as patas. O que aconteceu foi um desastre: desajeitado, o burro acabou derrubando o dono no chão.
O homem, surpreso, deu ordens para que o burro fosse amarrado na cerca. E ficou pensando:
     - Afinal, o que deu nesse bicho? Ficou louco? Está achando que é cachorro?
No dia seguinte, ele precisou do burro para levar cestos de verdura à feira. E, então, passando a mão carinhosamente na cabeça do animal, disse-lhe, para consolá-lo:
     - Meu amigo, um burro é um burro e um cão é um cão. E isso ninguém vai mudar.

Moral da história: CADA UM É O QUE É. QUEM NASCE ESTÚPIDO VAI SER ESTÚPIDO A VIDA INTEIRA! 

4 comentários:

  1. Hahahaha, sério, admiro sua criatividade!!!
    Muito bom! :D

    Quero ver seu livro de fábulas de anti-ajuda um dia!

    Beijão!!!

    ResponderExcluir
  2. A pessoa pode mudar, não fale o que vc não sabe

    ResponderExcluir
  3. Vejo a moral de outra forma ... cada um pode ser útil, sem deixar de ser o que é, e aceitando-se por ser quem é.

    ResponderExcluir
  4. Vejo a moral de outra forma ... cada um pode ser útil, sem deixar de ser o que é, e aceitando-se por ser quem é.

    ResponderExcluir