segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Viado é xingamento?

Richarlyson

Do são-paulino Richarlyson: “Além de tudo, ele é viado!”. Foi isso que o juiz da partida entre São Paulo X Fluminense anotou na súmula do jogo. Richarlyson, claro, quis ofender o árbitro chamando-o de “viado”. Mas "viado" é xingamento?

É! Assim como bicha ou boiola. E outras tantas denominações homofóbicas criadas para discriminar os homossexuais.

Mas por que ser “viado” é diferente de ser chamado de “viado”? É a palavra que ofende? Acho que não. É a maneira como a palavra é proferida ou inserida numa frase. Entre homossexuais, é comum um chamar o outro de “bicha”, sem qualquer intenção de ofender.

Quem é “viado” deve se orgulhar de sê-lo. Mas se o chamam de “viado” com o objetivo de ofendê-lo, deve reagir.

Mesmas palavras, dependendo de como são expressas, têm significados beeem diferentes. É preciso também estar atento às afirmações de duplo sentido. Quantas vezes você já ouviu alguém dizer: “Apesar de ser viado, ele é um cara bacana”.

Como assim?! Apesar de ser viado?!

Palavras são perigosas. Se você não tomar cuidado, elas podem revelar o que você realmente pensa. E quantos pensamentos “sujos” escapam em “atos falhos”. Ao dizer que “é melhor gostar de belas garotas do que ser gay”, o premier italiano Silvio Berlusconi entregou sua homofobia.

Richarlyson errou ao xingar o juiz de "viado". Logo ele que é o principal alvo de ofensas homofóbicas no futebol brasileiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário