sábado, 4 de dezembro de 2010

Natal é truque!

O peru de Natal é você!

Para segurar o “monstro” da INFLAÇÃO, o governo deu uma “esfriada” na febre consumista do Natal com medidas que dificultam empréstimos e compras a prazo.

Fodeu com a classe média (hahaha!), que planejava adquirir o carro novo, 0 km, em 64 “suaves” prestações e talvez tenha que adiar a compra. Bem feito!

Mas fodeu também com a parcela menos endinheirada da população, que necessita de crédito barato para comprar uma geladeira que substitua a anterior, danificada pela água barrenta da última enchente.

Milionários nem ligam. Podem pagar à vista.

Natal, para quem não sabe, é truque bem planejado pelo cristianismo. A festa, na verdade, existia há pelo menos 7 mil anos antes do nascimento de Jesus. Ué, como assim?

Simples: essa tal “Noite Feliz” nada tem a ver com a vinda ao mundo do “filho de Deus”. É uma “adaptação” cristã (ou roubo, como quiser) de uma celebração pagã com motivo beeem prático e mundano.

No fim de dezembro acontece o solstício de inverno, a noite mais longa do ano no Hemisfério Norte. É quando o sol começa a ficar cada vez mais tempo no céu, até o auge do verão. A volta dos dias mais longos significava a certeza de colheitas no ano seguinte.

Questão de sobrevivência, saca? Por isso, a data era comemorada com festa de arromba, comilança e homenagem ao nascimento daquele que trazia benevolência, sabedoria e solidariedade aos homens. Se pensou em Jesus, errou. O deus em questão se chamava Mitra, o deus da Luz.

Sei que muitos devem me ODIAR por eu DESPREZAR tanto o Natal. A esses, pergunto:

      ➢ Devo me envergonhar por sentir certo orgulho em não cair nessa conversa fiada de que o Natal é “tempo de confraternização”?
     ➢ Devo me calar diante desse hiperconsumo neurótico que faz gente honesta se endividar até os dentes e, depois, não ter como pagar suas dívidas?
     ➢ Devo crer que a vida é como um feliz comercial de peru de Natal?

Ignoro se essas medidas do governo para conter a inflação são boas ou ruins para a economia do país. A mim, não afeta. Nada tenho a comemorar em dezembro. Ou melhor: tem meu aniversário, bem no dia 24. Nascer na véspera do Natal é sacanagem, né? Sempre ganhei só um presente por ano. Snif...

2 comentários:

  1. Pô Marcos, não é pra te odiar por ter uma opinião dessas, é pra te dar os parabéns. Idiotas são os outros. Um abraço.

    ResponderExcluir
  2. Eu adoro essa teoria do solstício de inverno. Já assistiu àquele filme: "Zeitgeist"? É dividido em 3 partes. A primeira fala sobre religião. Recomendo!

    E, sim, também acho o Natal muito chato. É apenas um dia como outro qualquer, mas regado de dívidas e de imensos perus criados à base de esteróides.

    Obrigada, dezembro, mas prefiro guardar meu 13º.

    Beijos, Marcos, e que os últimos dias do seu 2010 sejam muito bons :D

    ResponderExcluir