quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Ei, tira a mão da minha bunda!

Na maioria das vezes, uma bunda é apenas uma bunda

Bunda é assunto bem sério. Não fosse a bunda, o Brasil talvez nem seria notado no mercado global. Afinal, quem lá de fora olharia com atenção para este “fim de mundo” se não fossem as nossas charmosas popozudas?

Mas bunda, embora muito exposta no verão brasileiro, é “tesouro” bem guardado por mulheres, gays e, mais ainda, pelos machões ressabiados. Assim é: ninguém sai por aí dando/oferecendo a bunda ao primeiro que aparece.

Entre homossexuais masculinos, por exemplo, os passivos, em uma conversa à toa numa mesa de bar, costumam omitir que são passivos. Motivo: vergonha! Esquisito isso, não? A bunda é componente importante numa relação sexual entre dois homens. Por que quem dá não assume que dá?

Quer saber? Mesmo entre gays, onde deveria haver mais tolerância e respeito mútuo, passivos são motivo de chacota. É como se fossem menos homens, menos machos, os maricas, enquanto os ativos seriam o quê? Menos gays? Ah, conta outra!

Não é o que o sujeito faz ou deixa de fazer com a sua bunda que define se ele é mais ou menos homem. Ativo, passivo ou “total flex”, o importante é o caráter, a coragem de se mostrar ao mundo como se é.

O problema é que vivemos num país pra lá de machista e ainda bastante conservador. Desde sempre, aprendemos que bunda é “território” inviolável. Ninguém mexe, ninguém mete o dedo – nem o proctologista! E esse pensamento antiquado acaba afetando em cheio aqueles que fazem uso prazeroso da bunda.

Ora, na maioria das vezes, uma bunda é apenas uma bunda. Nas vezes em que “vira” objeto de desejo, o ideal é deixar tabus & tabuadas bem longe da cama. 

Li em algum lugar, acho que é do Veríssimo: “Todo o seu corpo é um órgão sexual.” A bunda, o joelho, a nuca. Talvez não o cotovelo. Pelo menos nunca soube de alguém que sinta tesão no cotovelo. 

Um comentário:

  1. Eu nunca tive problema com isso, não sou afeminado, faço o estilo mulekinho e tenho uma bundinha maravilhosa,empinadinha, redondinha etc... nunca escondi que sou passivo e nunca fui zoado....

    ResponderExcluir