quarta-feira, 30 de março de 2011

BBB11: Je vous salue, Maria

Maria

A “puta” venceu o “Big Brother Brasil 11”.

Em outro post, também chamei Maria de “puta”. E expliquei: “É assim que as pessoas de miolo mole (né, MauMau?) veem mulheres sexualmente ativas, que escancaram seu tesão sem culpa”.

Ainda acrescentei: “Se Maria vencer, vencem todas as mulheres – ‘putas’ ou não”.

Pois Maria venceu.

No Brasil que acaba de eleger a primeira mulher presidente, Maria é a primeira mulher jovem, bonita e gostosa a vencer o reality show mais popular do país depois de 11 edições.

Coincidência?

Acho que não. Acho que as vitórias de Dilma e Maria se cruzam em algum ponto ainda obscuro da história recente do país. Ambas são vitórias que sinalizam mudanças. Ambas mostram um Brasil a fim de vencer tabus e preconceitos. Apesar do Bolsonaro, acredite: dias melhores virão.

Avançamos pelo menos uns dez anos com Dilma na presidência e, agora, mais dez com a vitória surpreendente de Maria.

Foram mais de 51 milhões de votos. E a moça recebeu 43% do total. Não é pouca gente que resolveu premiar a mulher que “fez o que quis” durante o confinamento.

“Puta”? “Piriguete”? E daí?

As outras participantes, por precaução, mantiveram-se sobre o salto. Maria não. Maria provocou, confundiu, intrigou, “mariou”, FEZ HISTÓRIA.

Viva Maria! Viva as mulheres do Brasil!

Um comentário:

  1. eu odeio a Maria, nem sei como ela venceu é claro que ela foi autentica o que não significa que ela seja boa em algo ...

    ResponderExcluir