quarta-feira, 23 de março de 2011

Catecismo escolar

Simples assim

Dois estudos esclarecedores:

1) Em países desenvolvidos como Austrália, Áustria, Canadá, Finlândia, Irlanda, Holanda, Nova Zelândia, Suíça e República Tcheca cresce o número de pessoas que afirma não ter religião. Segundo pesquisa apresentada durante um encontro da American Physical Society, no futuro a religião deve praticamente desaparecer desses países.

2) Já no Brasil, onde há ensino religioso nas escolas, pesquisa da UnB (Universidade de Brasília) concluiu que o preconceito e a intolerância religiosa fazem parte da lição de casa de milhares de crianças e jovens do ensino fundamental. Leia mais aqui.

Se você é religioso, ok. Problema seu. Mas se a religião é baseada na fé, como “ensinar” as crianças a ter fé? Afinal, fé é algo que se aprende na escola? Acho que não.

Religião na escola não é educação. É doutrinação. E toda doutrinação é perigosa e excludente. "Higieniza" as ideias.

Na verdade, não precisamos de religião nenhuma para ter fé. Crer ou não em o que quer que seja (numerologia, astrologia, ETs, Jesus Cristo) é escolha de cada um. Ninguém tem o direito de influenciar o outro – ainda mais crianças! – a seguir este ou aquele "caminho da salvação". Muito menos o Estado (laico?) e suas leis arbitrárias e estapafúrdias.

É por essas e outras que o Brasil ainda vai demorar séculos até virar uma Holanda. Lá, de acordo com a pesquisa citada acima, 70% das pessoas não terão religião alguma até 2050. Hoje, esse grupo já representa 40% da população.

Sem religião, alguém duvida que a Holanda será uma espécie de paraíso na Terra?
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário