terça-feira, 5 de abril de 2011

Autoajuda para mulheres

Homem X Mulher

Por que a maioria dos livros de autoajuda para o público feminino é sempre centrada na figura masculina?

Alguns exemplos:

→ “Deixe os Homens a seus Pés”
→ “Por que os Homens Amam as Mulheres Poderosas?”
→ “Por que os Homens têm Medo de Compromisso?”
→ “Homens Gostam de Mulheres que Gostam de si Mesmas”
→ “Nem os Homens são tão Simples nem as Mulheres são tão Complicadas”.

Reparou? Todos os títulos têm homem no meio...

Pô, as mulheres fizeram o diabo para se reconstruírem ao longo do século 20, queimaram os sutiãs e conquistaram direitos e liberdades, mas, ao que parece, continua prevalecendo o “papo de mulherzinha”.

Esses livros citados aí em cima estão entre os mais vendidos no segmento “autoajuda para mulheres”. Ou seja: tem mulher pra chuchu em busca de alguma fórmula mágica que as ensine os “truques” para conquistar o seu homem.

É isso, mesmo, mulheres? O objetivo de vida de uma mulher ainda é ter um homem? Se a resposta for sim, sinto avisar: isso é um retrocesso! É costume antigo, quando sua avó ainda era mocinha e namoricava no portão, sonhando com “casamentos perfeitos”.

Pensando bem, mulher que lê livros que prometem deixar “os homens a seus pés” está longe de ser autossuficiente, né? Se fosse, não precisaria de “receitas” para ser feliz. Batia o cabelo, subia no salto e se jogaria no mundo. De mulheres assim, eu gosto. 

2 comentários:

  1. É que existem algo que vocês, homens, têm, que a gente não troca por outra coisa parecida, não...
    Eu, pelo menos, não troco.

    Mas, também, não vou morrer por um homem. Caso um deles me deixe pra baixo, trato de melhorar.

    Já li um ou outro desses livros de autoajuda. Eles nos dão outra visão. Mas nada como os próprios homens pra nos dizerem o que tem de errado, certo?

    Beijo, querido! =****

    ResponderExcluir
  2. nunca li um livro de autoajuda.

    nem para entender homem, nem para conseguir dinheiro ou um emprego melhor.

    sei lá, tenho um leve preconceito. daí que as meninas ainda se batem muito pra entender homens ou, pior ainda, dominá-los.

    mas, na falta de autoestima, ou de uma boa terapia,de uma aula de dança de salão, um cinema com os amigos e até mesmo de uma boa trepada, tudo é válido.

    meninas, se joguem nos livros se isso for sinônimo de felicidade pra voces.

    ResponderExcluir