sexta-feira, 8 de abril de 2011

Eu vos declaro marido e mulher

O casamento

Quem viu os últimos capítulos de “Ti Ti Ti”, assistiu ao casamento bem fora dos padrões dos personagens de Josafá Filho (Dr. Eduardo) e Fernanda Souza (Thaísa), onde noivos e padrinhos entram na igreja dançando.

Ideia original de Maria Adelaide Amaral, a autora da novela? Não!!! Esse casamento ocorreu na vida real, em Minnesota, nos Estados Unidos. Está no YouTube. Veja lá.

Outro casamento, esse ocorrido em Garibaldi, no Rio Grande do Sul, causou certa polêmica por fugir do convencional. O bispo da diocese de Caxias, dom Paulo Moretto, não gostou de saber que noivos, padrinhos e convidados compareceram à cerimônia fantasiados como os personagens da animação “Shrek”. Essa, sim, ideia original do casal Denise e Marcelo.

Pergunta: será que o casamento clássico, com a noiva de branco e o noivo empacotado em seu paletó engomadinho, está com os dias contados? Hum, sei não... Acho que a grande maioria das mulheres continua suspirando pelo dia de entrar na igreja ao som da tradicional Marcha Nupcial.

Essas cerimônias que citei aí em cima são exceções. Mas me fazem pensar sobre outra questão: a tal da infantilização da sociedade adulta. Se o “ilariê” atingiu até um dos cânones da caretice quatrocentona – o casamento religioso –, é sinal de que a Síndrome de Peter Pan, o mito da eterna juventude, continua fazendo estragos, não?

Olha só: nada contra. Cada um que se case do jeito que bem entender. Até pelado, se assim desejar e o padre permitir. Reflito aqui sobre o comportamento “adultescente”. Ou se casar vestido de ogro não é típico caso de quem ainda ejacula na cueca?

Medo de assumir responsabilidades? Medo de deixar a proteção materna e se virar sozinho? Medo de envelhecer? Medo de morrer? Não sei quais as razões que levam adultos a agir como adolescentes. Mas sei que só permanece jovem quem morre jovem.

Será que não é essa nossa imaturidade o motivo de tantos casamentos desfeitos? Ou casamento, hoje, nada mais é que "brincar de casinha"?

**********
Esse texto foi um pedido da minha nova "amiga virtual" @neomisia

Nenhum comentário:

Postar um comentário