quarta-feira, 20 de abril de 2011

Saber é foda

Dormir?

“É sempre possível acordar alguém que está dormindo, mas nenhum barulho vai acordar alguém que finge estar dormindo.” - Jonathan Safran Foer no livro “Comer Animais” (Rocco, 2011).

Na mosca!

Muitas vezes, a gente prefere mesmo “fingir que está dormindo”, dando de ombros para “verdades inconvenientes”, inventando mil desculpas babacas para não enxergar o óbvio.

Saber é foda. Principalmente quando esse “saber” nos coloca contra a parede, exigindo de nós alguma atitude, fazendo a gente sentir culpa por agir dessa ou de outra maneira.

Você sabe das atrocidades cometidas contra vacas, frangos e porcos nas fazendas industriais, mas continua comendo carne.

Você sabe que é traído(a), mas prefere aceitar a traição do que correr o risco de perder “o amor da sua vida”.

Você sabe que fumar causa câncer, mas... 

Saber é uma merda, não é? Éééééééé...

Por isso que, mesmo sabendo, a gente faz de conta que não sabe, “finge que está dormindo” e se incomoda com quem fica nos cutucando com essas questões pentelhas. Afinal, é um saco viver sendo lembrado a todo instante que você é culpado.

Come carne? Culpado. Trai? Culpado. Fuma? Culpado. É gordo? Culpado. Tem carro? Culpado. Demora no banho? Culpado. Bebe? Culpado. É ateu? Culpado. Gozou antes? Culpado. Não gozou? Culpado.  

Ah, que tal me deixar esquecer de lembrar que tudo tem um preço?

5 comentários:

  1. Post pertinente! Saber é foda! Fingir que não sabe é, de fato, muito pior...

    Mas não se sinta culpado, não ;)

    Fique bem!
    Beijos pra você!!!

    ResponderExcluir
  2. As vezes a sabedoria está em se manter calado. Bons sonhos! rs

    ResponderExcluir
  3. As vezes a sabedoria está em se manter calado. Bons sonhos!

    ResponderExcluir
  4. Saber é tenso e na tensão de nossos dias nem sempre estamos dispostos a assumir comportamentos moralmente corretos.
    Quando nos convém muitas vezes fingimos não saber e esse é o grande problema que vejo nessa questão. Saber é sim muito tenso, fingir não saber é ainda mais grave e por vezes causa danos irreparáveis àqueles que praticam esse fingimento com constância.

    ResponderExcluir