quinta-feira, 11 de agosto de 2011

... e vem aí Crodoaldo Valério, a bicha caricata

“acho ridículo tratar o gay como um personagem padrão. Eles têm seus códigos, seu universo. São pessoas diferentes”. (Veja, 30/07/2011)

essa declaração aí em cima é do Aguinaldo Silva, autor de “Fina Estampa”, novela que substitui “Insensato Coração” no horário das nove, na TV Globo.

é isso. Enquanto os gays batalham por inclusão, para se livrarem da desgastada imagem de alegrinhos e inofensivos, o Aguinaldo Silva prefere mantê-los engaiolados no seu “universo”, com seus “códigos” e suas “diferenças”. Por isso, o autor criou mais uma bicha caricata para a já numerosa galeria de bichas caricatas da teledramaturgia brasileira. Trata-se do mordomo Crodoaldo Valério. O nome é ótimo. Mas a intenção, sei não...

segundo Aguinaldo, Crô será uma bicha bem malvada. E cômica.

depois do realismo perturbador de “Insensato Coração”, com uma histórica denúncia contra a homofobia em horário nobre, o público em geral, enfim, vai poder relaxar, abrir o zíper e rir com a maricona do Aguinaldo. 

Pelo visto, voltaremos ao espírito Gala Gay, 
à “Bolsinha do Waldemar”, à velha e ultrapassada tradição das bichas afetadas e espetaculosas.

na mesma entrevista, Aguinaldo Silva avisou que “o povo não aguenta mais viado em novela”. A não ser, claro, que o viado esteja na trama apenas para divertir o público com seus trejeitos e frufrus, como parece ser o caso de Crô. Nada contra o humor, ok? Afinal, o humor sempre foi usado pelos gays como escudo. Existe, no entanto, uma grande diferença entre saber rir de si mesmo e pagar de bufão.

nesse sentido, acho Crô um retrocesso. A novela das nove é a mais influente e a que mais gera burburinho na sociedade. Trazer a “bicha louca” de volta à telinha, no mais disputado horário da TV brasileira, não contribui em nada com as conquistas da comunidade LGBTT. Muito pelo contrário. Recoloca os homossexuais no lugar que o público em geral sempre preferiu vê-los: no picadeiro, maquiados sob camadas e mais camadas de purpurina. 

personagens gays assim são mais palatáveis. Incomodam menos por não passarem de caricaturas decorativas e assexuadas. Bem-vindo de volta ao século XX. E pode subir a marchinha do Waldemar porque eu já botei a minha peruca de gueixa.   

3 comentários:

  1. Novela do Aguinaldo Silva não presta!
    Também acho os gays retratados de forma caricata.Não só nas novelas do senhor em questão.
    Agora a moda é colocar sempre os gays de politicamente corretos.
    Sempre bonzinhos.
    Imagino que gays podem ser maus também,chatos,,,enfim podem ser qualquer coisa como qualquer um.
    Aquelas conversinhas entre o casal gay de Insensato coração são zzzzzzzzzzzz

    ResponderExcluir
  2. claudia concordo c/vc. aliás em novela, pobre é
    descabelado, criança não faz bagunça e muito mais!

    ResponderExcluir
  3. Eu, como homossexual, descobri um erro gravíssimo que nós cometemos.

    Sabe qual é o maior problema? O gay dizer que é diferente. O gay não é A diferença, todos são diferentes. A partir do momento que uma pessoa gosta de verde e outra de azul, já são diferentes.

    Resumindo, gostar de transar com uma pessoa do mesmo sexo ou do sexo oposto, é UMAS DAS diferenças existentes entre os seres humanos.

    Assim como uma pessoa que tem síndrome de down não é SUPER especial, não é SUPER diferente, TODOS SOMOS.

    A partir do momento que os homossexuais não se vêem mais como A diferença, acho que tudo pode ficar mais natural, como já deveria ser.

    ResponderExcluir