segunda-feira, 22 de agosto de 2011

quem matou o bezerro em Barretos?

sei que falar mal da Festa do Peão de Boiadeiro de Barretos é comprar briga com o Brasil inteiro – ou quase. Faz tempo o Brasil sertanejou de vez, virando uma gigantesca cornolândia. Mas repito o que escrevi lá no Twitter: se alguém me encontrar nessa festa, favor chamar a Defesa Civil para me interditar. Motivo: provavelmente eu terei perdido o controle sobre as minhas faculdades mentais.

existem alguns lugares onde você jamais vai me ver: correndo atrás do trio elétrico no carnaval de Salvador; pagando de grã-fino no shopping Iguatemi; perdendo a compostura em academia de ginástica; expulsando meus demônios em culto evangélico; e delirando de alegria ao ver animais sendo maltratados em rodeios.

sim, maltratados – e, em alguns casos, assassinados.

na sexta-feira (19/08), em Barretos, durante uma prova chamada bulldog, um bezerro, depois de ser derrubado por um peão, ficou imóvel na arena. Após ser retirado, foi constatado que o bezerro sofreu uma lesão nas vértebras, ficou tetraplégico e precisou ser sacrificado. Um representante da organização da festa chamou o caso de “fatalidade”.

fatalidade?!

entenda como funciona esse tal bulldog: 
na prova, o peão se joga sobre o bezerro e, para derrubá-lo, torce o pescoço do animal. 

que fatalidade pode haver num “esporte” cuja única finalidade é “abater” o bezerro, provocando sério risco de morte ao animal? Para evitar o que o cara de Barretos chama de “acontecimento imprevisível” basta acabar com essa prática medieval.

aqui no Idiota Feliz, uma leitora postou um comentário em que chama touradas e rodeios de “diversão”. Deve ser mesmo muito divertido assistir a animais sendo torturados e mortos em arenas lotadas. Afinal, faz parte do ser humano de calça jeans esmagando os colhões ser estúpido, cruel e babaca. 

6 comentários:

  1. O que atrai as pessoas é a violência, sangue, morte, infelizmente. Pode conferir: nas novelas se não houver esse quesitos e outros mais não vai ter audiência. É o gosto pelo sujo, pelo que fede moral e fisicamente. O mundo está virado e precisamos URGENTEMENTE de um são para organizar essa baderna de loucos desvairados...
    Não exaltam beleza, gentileza, humildade, amor (até entre gays, o que há muito deveria ser visto como NORMAL!) porque estão tão desacreditados que nem faz diferença...
    Abraços!

    ResponderExcluir
  2. Por e-mail, recebi a seguinte mensagem da Ledusha:
    oi marcos, muito bom seu texto. é preciso acabar com a "diversão" desses jecas ignorantes. eu q lido diariamente com casos de maus tratos, basicamente a cães e gatos, tenho certeza de q o cultivo da crueldade é um mal instalado efetivamente no coração humano. isso tem que ser radicalmente transformado, e já. mas apesar das leis, a cada dia me espanto com o descaso e a alienação de MUITA gente em relação à Defesa Animal. mas vamos em frente. beijinhos

    ResponderExcluir
  3. Como assim torcer o pescoço do bezerrinho?
    Que horror!!!

    ResponderExcluir
  4. Gostaria muito que estes caipiras e artistas que incentivam os rodeios e principalmente falam que os animais não sofrem...colocassem seus filhos, seus parentes e eles é claro.. no lugar dos animais e experimentarem passar uma cinta em torno da virilha e puxar ao ponto de sentir tanta dor que o único alívio é pular desesperadamente.
    Tudo isso é no mínimo brutal por parte de quem executa essas ações e sádico, por quem assiste e aplaude esse quadro atual da política do Pão e Circo da Roma Antiga.
    Ao invés dos circos romanos, dos gladiadores lutando e se matando no Coliseu, temos nossas arenas de rodeios com bois sofrendo dor, raiva e humilhação.
    Dricca

    ResponderExcluir
  5. É triste demais! Estou indignada! Como é possível festejar o sofrimento de seres que também sentem dor e são totalmente indefesos? Não podemos concordar e aceitar tamanha crueldade!
    Alice

    ResponderExcluir
  6. Vocês ja leram o livro a estrada? A crueldade humana aflora semescrúpulos nenhum depois de uma grande catastrofe. Se assim com leis e pessoas lutando pelos direitos dos animais a crueldade ja acontece imagi nem sem controle algum, o ser humano tem no fundo de sua alma uma maldade inesplicavel e muitos usam o pretesto da diversão para colocar pra fora a crueldade contra inocentes animais.É uma vergonha, e dizer que somos evoluidos!

    ResponderExcluir