sábado, 24 de setembro de 2011

as gostosas burrinhas

quem acompanha O Idiota Feliz! sabe: adoro a Sabrina Sato. Ela é descendente de japoneses igual eu. E, diferente de outros “japoneses” televisivos, a moça tem esquindô lelê – e bunda para exibir.

no “Pânico na TV”, Sabrina interpreta a gostosa burrinha. E parece que outra ex-BBB, a Maria voz de Pato Donald, vai integrar a turma do Casseta & Planeta fazendo o mesmo “personagem”: a gostosa burrinha.

confesso: aprecio as gostosas burrinhas. E sei que as feministas mal-humoradas vão brigar comigo devido à essa minha queda por mulheres desse tipo. Olha, já vou logo avisando: acho que Sabrina, Maria e outras tantas de mesmo calibre não têm nada de burras, viu! Sabem que são gostosas e, espertas, usam esse predicado a seu favor. Que mal há nisso?

Maria, ex-BBB
– ah, mas essas moças mancham a imagem da mulher expondo o corpo e falando asneiras, rebatem as feministas mal-humoradas.

ok, é saudável e imprescindível que exista uma Fernanda Montenegro para lembrar os trogloditas que “nem toda mulher é bunda”, como diz aquela canção da Rita Lee. Mas imagine um Brasil inteiro formado somente por mulheres fernanda montenegro. Seria bem chato e monótono, não?

é preciso diversificar isso aí. E as gostosas burrinhas, apesar de xingadas de tudo quanto é nome pelos ejaculadores precoces e pelas intelectuais assassinas, têm, como todos nós, a sua serventia. São como balões coloridos de festa de aniversário. Estão ali para enfeitar e alegrar o ambiente com sua beleza. E nada mais prazeroso do que admirar as suas gostosuras e rir das suas trapalhadas – ensaiadas ou não.

festa de aniversário sem balões coloridos? Ah, muito sem graça!

e, antes que eu me esqueça, vale um lembrete: há também os gostosos burrinhos. Aqueles homens sem talento para mais nada além de exibir os músculos bem torneados. A diferença é que, no caso desses homens, acho que são meio lerdos mesmo e nem um pouco divertidos. Afinal, levam-se a sério. 

finalizo repetindo uma verdade que, para mim, é incontestável: não fossem os(as) belos(as), o mundo seria um lugar muito mais feio. Ah, seria...

2 comentários:

  1. A imagem dos "balões coloridos na festa de aniversário" foi hilária. Bola dentro, Marcos! Ou melhor: balão dentro. Um abraço!

    ResponderExcluir
  2. É assim que eu as vejo, Érico: adornando os ambientes. Sem a graça dos "balões coloridos", tudo fica muito cinza. Abs.

    ResponderExcluir