segunda-feira, 19 de setembro de 2011

dando o c... na escadaria do shopping

nota publicada na coluna da Mônica Bergamo (“Folha”, 19/09/2011):

flagra
Um casal gay foi flagrado pelas câmeras de segurança do shopping Frei Caneca [em São Paulo] fazendo sexo na escadaria de emergência, na semana passada. Um deles foi imobilizado no chão ao tentar fugir, no saguão do térreo. “Os seguranças o agarraram com força e gritavam: ‘Você estava dando o c... na escadaria, vamos colocar o vídeo no YouTube’”, diz o médico Fábio Araújo, 48, que testemunhou a ação e foi com o jovem ao 8o DP registrar queixa.

flagra 2
Em nota, o shopping Frei Caneca afirma: “Lamentamos o ocorrido. Após constatar o episódio, um dos nossos seguranças abordou os dois rapazes e foi fisicamente agredido por um deles, sendo inclusive necessário passar por exame de corpo de delito. Foi lavrado termo circunstanciado de ocorrência por ato obsceno, lesão corporal e ameaça”.

não sei se houve abuso por parte dos seguranças. Se houve, é preciso mesmo denunciar o caso à polícia. Afinal, o Frei Caneca fatura – e muito! – com o “pink money”.

o problema é que, notícias assim, sempre me deixam sem saber muito bem o que pensar. Olha, assim como a maioria das pessoas sadias e normais, eu também acho excitante transar em lugares “proibidos”. Mas será que os dois rapazes não exageraram ao se pegar na escadaria de um shopping, lugar onde há câmeras de segurança por toda parte?

alguém pode argumentar que, se o casal flagrado fosse heterossexual, o ocorrido teria outro tratamento. No máximo, chamariam o caso de “pouca vergonha”. E talvez os seguranças, em vez de intervir, aproveitariam a oportunidade para assistir à sessão gratuita do vídeo pornô amador. É bem provável. 

entre gays, no entanto, acho que esse tipo de "pegação", quando descoberta e noticiada, acaba contando contra o movimento LGBTT. Explico.

os homossexuais já convivem com a má-fama de promíscuos. Ser surpreendidos em ato obsceno apenas reforça essa ideia, dando munição de sobra para os homofóbicos nos atacarem: “Tá vendo? Esses viados não respeitam ninguém. Só querem saber de sacanagem”. Não é assim.

No banheiro masculino do Frei Caneca há um aviso, baseado no Art. 233 do Código Penal: “Praticar ato obsceno em lugar público, ou aberto ou exposto ao público pode render pena/detenção de 3 (três) meses a 1 (um) ano, ou multa.”

se exigimos tanto o respeito alheio, quem sabe não seja a hora de manter o zíper fechado pelo menos em lugares públicos? Ou estou enganado e devemos mesmo provocar a opressão/caretice heterossexual liberando geral?

Um comentário:

  1. Acho k cada um faz o que ker, mas tenham oa menos a dignidade de assumir.

    ResponderExcluir