sábado, 1 de outubro de 2011

enquanto os assassinos continuam soltos...

ok, quer beber, beba. Quer beber e dirigir, beba e dirija. Mas se, por acaso, você, alcoolizado, sair em alta velocidade pelas ruas da cidade e atropelar e matar um ou dois ou três inocentes, foda-se: você merece 100 anos de prisão e, como pena extra, um negão pintudo e tarado como companheiro de cela.

primeiro foi um Porsche, depois uma Land Rover e, agora, um Chevrolet Camaro. Todos carros de luxo. Todos carros com motores potentes. Todos carros em alta velocidade. Todos carros com motoristas bêbados no volante. Foi sem querer? Ah, foi... Mas, e daí? Matou tem que ir pra cadeia. Simples assim.

se o motorista está arrependido, menos pior. Só isso, no entanto, não é suficiente para livrá-lo da culpa por homicídio doloso. Sim, com intenção de matar. Se bebeu e dirigiu, e sabe que beber e dirigir pode causar acidentes fatais, a intenção está implícita. Avisado foi. Não obedeceu, que pague pelo crime que cometeu.

enquanto houver atenuantes, enquanto houver impunidade, enquanto os assassinos continuarem soltos, mais carros de luxo potentes em alta velocidade vão sair por aí matando desavisados. E a próxima vítima pode ser eu, você, seu filho, seu cachorro.

ah, mas qualquer um de nós pode causar um acidente. Sim, pode. Mas há uma grande diferença entre causar um acidente e, embriagado, pisar fundo no acelerador e assumir o risco de matar alguém. No segundo caso, é como brincar com armas de fogo. Você sabe que a brincadeira pode acabar mal, não sabe? Então...

2 comentários:

  1. tenho um tio que perdeu a visão por causa da mistura álcool + volante!

    é incrível, mas as pessoas acham que nada nunca ocorrerá com elas... depois ficam pedindo justiça e se lamentando...

    TEM QUE FICAR PRESO! TEM QUE PERDER A CARTEIRA! TEM QUE ANDAR DE TRANSPORTE PÚBLICO! e isto é o mínimo...

    ResponderExcluir
  2. Karina...
    Tem gente q ainda chama esses "acidentes" criminosos de fatalidade. Bj.

    ResponderExcluir