quinta-feira, 20 de outubro de 2011

o beijo gay e a capa histórica da “Trip”

posso estar enganado, mas não lembro de outra revista brasileira de média/grande circulação e fora do meio gay que tenha estampado na capa a foto de dois homens se beijando.

já houve um caso. Foi em 1999. Mas a revista em questão era a “Sui Generis”, de temática LGBTT. E a capa era ainda mais corajosa, com um beijaço de língua entre dois rapazes. Segundo li por aí, a publicação foi censurada na época e só pode ir para as bancas com uma “tarja preta” sobre a imagem.

Capa da Sui Generis (1999)
mais de dez anos se passaram e coube a “Trip” a ousadia editorial. Em sua edição 204, de outubro de 2011, a revista aborda a diversidade sexual. Na capa, em clima Beach Boys, o beijo gay. O mesmo beijo que tanto cobramos de uma tal senhora recatada chamada TV Globo.

os tempos mudaram e houve alguma evolução nesta republiqueta de bananas. A “Trip” não será censurada, como aconteceu com a “Sui Generis”. Mas corre o risco de ser boicotada por leitores, de “encalhar” nas bancas, de ser “escondida” pelos jornaleiros. É um risco que os editores da revista sabem que existe. Mas o assumem porque talvez a hora seja agora, num momento em que muitos políticos ligados a igrejas fazem o diabo para barrar os direitos dos homossexuais.

Capa da Trip (2011)
apesar da “nossa ignorância abissal”, que “gera preconceito, violência e sofrimento inadmissíveis”, escreve Paulo Lima no editorial da revista, vai chegar o dia em que talvez a gente consiga se “livrar minimamente dessa ignorância, entendendo um pouco mais e melhor como funcionam nosso corpo, nossos sentimentos e nossa alma”.

claro que não será uma capa de revista que vai acabar com a homofobia no Brasil. De qualquer forma, a iniciativa da “Trip” deve ser comemorada. É mais um passo à frente.

pra mim, quanto mais a homoafetividade for mostrada publicamente, mais as pessoas vão se habituar a ela. Até chegar o dia em que o beijo gay não causará mais escândalo em ninguém. Assim espero.

4 comentários:

  1. Marcos,
    Além de todo o significado que você tão bem descreveu, a foto ficou LINDA!
    Muque de Peão

    ResponderExcluir
  2. Acabei de ir à banca e comprar a minha com a capa dos surfistas; mas como citou no texto, a revista com esta capa estava no final da pilha das revistas, estando as da capa verde por cima, mas tudo bem, fiquei tirando uma a uma até achar a dos meninos, e ainda comentei com o jornaleiro *rs.

    Abç e como sempre, um ótimo texto.

    ResponderExcluir
  3. Olha, meu problema com essas capas é que eu olho e penso "Ah, se fosse hétero, eu tava pegando tudo!". Fora essa minha frustração pessoal, liberdade de expressão... Já veio tarde!

    ResponderExcluir
  4. O que mais me agrada na capa, além da força e ineditismo em mostrar afeto entre iguais é a beleza plástica da imagem.
    Que linda imagem, cheia de signos... Dois homens, já maduros, indo contra o padrão "seja jovem". A imagem ser realizada à luz do dia, em lugar natural e também um modelo de felicidade (praia deserta); a perspectiva à frente/acima me parece um caminho ainda a percorrer, fantástica imagem mesmo. E sem contar na "mão boba" que dá aquela conferida básica e chama para perto.


    Tô apaixonado pela imagem, quase colocando na moldura e pendurando na parede da sala rs rs...

    ResponderExcluir