terça-feira, 4 de outubro de 2011

o Homem Picanha e os “bonzinhos”

o humorista Rafinha Bastos pagou pela língua solta e chula. Foi afastado do “CQC”. E o programa, para levantar a audiência, logo tratou de “inventar” um tal Homem Picanha – uma bicha lipo-siliconada que, supostamente, namora um jogador de futebol.

marcelo Tas, o apresentador, fez suspense: “O Homem Picanha garante que tem caso com o titular, o titular, de um grande time brasileiro.”

pensei que haveria chiadeira dos “bonzinhos” de plantão. Mas, que nada. Fazer piada com a Wanessa, a ex-Camargo, não pode. Fica todo mundo bravinho. Mas tratar um possível relacionamento entre um jogador de futebol com outro homem como se fosse algo "nojento", “bizarro” ou “escandaloso” pode. Todo mundo acha graça.

“ah, mas são casos diferentes” – rebatem os “bonzinhos”.

para mim, são idênticos. Se, no caso Wanessa, as pessoas ficaram ofendidas com a piada de mau gosto do Rafinha, por que não ficam ofendidas agora, quando o programa faz chacota com a suposta homossexualidade de um jogador de futebol?

o Homem Picanha está nos TTs do Twitter e as piadas homofóbicas muitas de péssimo gosto correm soltas ali. E aí? Cadê os “bonzinhos” para defender o “respeito à dignidade da pessoa humana”?

3 comentários:

  1. Eu fico muito ofendida. O q ocorre é q as pessoas q ficam ofendidas são as que não veem este programa, como eu. Então, a coisa só vai ter repercussão entre os que não viram uns dois dias depois. Foi assim nos outros casos também.

    ResponderExcluir
  2. É o motivo, tá faltando motivo aparente para as pautas televisivas (ou não)... tá foda, cada dia mais foda usar o tal "filtro"..

    ResponderExcluir