terça-feira, 29 de novembro de 2011

as monstras

ok, bandido é bandido. Se roubou, tem que ir pra cadeia mesmo. Mas há roubos e roubos. 

assaltar um banco, por exemplo, não é a mesma coisa que desviar dinheiro de merenda escolar, como fizeram certas primeiras-damas denunciadas pelo “Fantástico”. 

banco tem seguro, segurança e aquelas portas-giratórias que fazem de todos nós suspeitos – pelo menos até que a gente prove o contrário, esvaziando bolsos e bolsas como se fôssemos marginais. 

por isso, quando roubam um banco, confesso: chego a me sentir um pouco vingado. 

agora, desviar dinheiro de merenda escolar é algo bem diferente.

a gente sabe que muitas crianças vão para a escola principalmente pra matar a fome – necessitam da merenda pra sobreviver. Ou seja, ao surrupiar o dinheiro destinado às escolas, essas bandidas acabam deixando milhares de crianças passar fome. 

aí, não tem perdão. Merecem não apenas cem chibatadas. Deviam ser devoradas vivas por um bando de hienas famintas. 

em Limoeiro de Anadia, Alagoas, chegaram a sabotar a rede elétrica para que a população do município não assistisse à reportagem do “Fantástico”. Lá, a primeira-dama Eloísa Barbosa é acusada de usar o dinheiro da merenda para pagar contas particulares. 

porra, devem existir dezenas de maneiras de ser desonesto no setor público. E os recorrentes casos de corrupção que surgem a toda hora só confirmam isso. Então, por que essas trambiqueiras vão mexer logo no dinheiro da merenda escolar?

não tenho muita paciência com criança, não. Mas tirar a comida da boca de quem quer que seja não devia ser tratado "apenas" como crime. É monstruosidade. E como tudo que causa horror, essas monstras deviam ser enjauladas para sempre no quinto dos infernos.    

Nenhum comentário:

Postar um comentário