terça-feira, 27 de março de 2012

Daniel Zamudio e o ódio homofóbico


o ataque covarde ao jovem Daniel Zamudio comoveu o Chile.

no dia 6 de março, o rapaz de 24 anos foi espancado, apedrejado, teve parte de uma orelha arrancada, uma das pernas quebrada e o corpo marcado por símbolos neonazistas. No domingo, 24, foi anunciada a morte cerebral de Zamudio.

o rapaz, como todos devem saber, foi assassinado apenas porque era homossexual. E sua morte parece que fez o poder executivo chileno acelerar um projeto que criminaliza a homofobia e que está há sete anos no parlamento. A previsão é que em quatro meses esse projeto esteja pronto para ser promulgado.

resta aguardar para sabermos se vão aprovar mesmo.  

enquanto isso, no Brasil, mais especificamente no Rio de Janeiro, a câmara de vereadores aprovou um projeto de lei (1082/11) que veda a distribuição, exposição e divulgação de material didático contendo orientações sobre a diversidade sexual nas escolas.

e sabe quem é o autor do projeto? Carlos Bolsonaro, filho do Jair Bolsonaro – aquele deputado federal perigoso que o pessoal do “CQC” adora mostrar e divulgar.

vale lembrar que não existe no Rio nenhum programa de ensino que pretenda levar a questão da diversidade sexual para as escolas. Então, por que esse vereador imbecil inventou tal projeto?

homofobia, com certeza. E também plataforma política.

num país de mentalidade atrasada como o Brasil, ser contra os gays, contra os direitos dos gays, pode render alguns milhões de votos. E acho que a família Bolsonaro aposta nisso.

pra piorar, ainda temos a truculência da cambada evangélica do Congresso barrando todo e qualquer direito aos LGBTTs. E para piorar ainda mais, a presidente do país fazendo-se de "Kátia Cega" sobre o assunto. 

toda essa gente, sem exceção, tem parcela de culpa em cada assassinato motivado por homofobia. Ao pregarem que ser gay é "errado", "pecado", "doença", legitimam a violência. Ao se omitirem, permitem que meninos como Zamudio sejam mortos.

e ainda tem pessoasgays, inclusive que defendem que sejamos "compreensivos" e "civilizados" com quem deseja nos ver exterminados.

ah, vá catar coquinho!
      

Nenhum comentário:

Postar um comentário