quinta-feira, 10 de maio de 2012

Barack Obama é gay-friendly


Barack Obama é gay-friendly. O Chile é gay-friendly. A Argentina é gay-friendly. E o Brasil... Bem, o Brasil é cada vez mais comandado por parlamentares evangélicos homofóbicos cretinos cafonas obscurantistas atrofiados.

Obama foi o primeiro presidente dos Estados Unidos a declarar publicamente ser favorável ao casamento gay (ou casamento igualitário). O Chile aprovou lei que pune a discriminação por orientação sexual. E a avançada Argentina, onde o casamento gay já é legalizado, deu mais um passo à frente ao aprovar lei de identidade de gênero, que autoriza travestis e transexuais a escolher seu sexo no registro civil.

enquanto isso, na República das Bundas Alegres, num escandaloso ato de involução, regressão, estupidez, parlamentares evangélicos homofóbicos cretinos cafonas obscurantistas atrofiados querem legalizar a tal “cura gay”, sustando dois artigos instituídos em 1999 pelo Conselho Federal de Psicologia: a proibição de emitir opiniões públicas ou tratar a homossexualidade como um transtorno.

vergonha de ser brasileiro nessas horas, viu!

e a Dilma, que eu achava que fosse mulher preocupada com os direitos humanos (de todos!), não move um fio do seu cabelo estilo “panetone” (descrição do amigo EL) para defender os direitos LGBTTs.

não entendo de política. Por isso, nem sei se a nossa presidentuça tem poderes para peitar a bancada, ops, cambada evangélica. Deve ter, né? Se quisesse, acho que poderia cutucar sua ampla base aliada para mandar malafaias, maltas, garotinhos e afins para o cafundó do judas.

bastava, sei lá, uma declaração pública de apoio às causas gays, como fez Obama. Mas nem isso. Pô, Dilma! Desse jeito, a gente vai ter que ir dançar tango lá na Argentina.

sim, é verdade, a agenda da Dilma deve estar lotada de coisas importantes pra ela resolver. Por que ela iria se preocupar com os direitos desses 10% da população brasileira que só querem viver em paz, sem babacas preconceituosos os perseguindo?

PS. segundo o IBGE, 10% da população brasileira é composta por homossexuais, cerca de 19 milhões de pessoas.

2 comentários:

  1. Pois é...tanta mediocridade e falso moralismo. E a "maconha nossa de cada dia" desse povo brasileiro? Tambem vai ficar no meio das "doenças homossexuais" né?

    Adorei!!: "e a Dilma, que eu achava que fosse mulher preocupada com os direitos humanos (de todos!), não move um fio do seu cabelo estilo “panetone”

    ResponderExcluir
  2. sou a favor da descriminilização do cultivo e uso de cannabis

    ResponderExcluir