sexta-feira, 15 de junho de 2012

o pior filho da puta é aquele que se faz de bonzinho

Essa mulher aí das fotos abaixo é Carminha, a vilã interpretada por Adriana Esteves na novela “Avenida Brasil”. Na primeira imagem, Carminha chora ao ser perdoada por Muricy (Eliane Giardini). Meio segundo depois, sua expressão muda de maneira assustadora, transformando-se no rosto do mal.

Aplausos para a interpretação de Adriana Esteves.  

A gente sabe: o pior filho da puta é aquele que se faz de bonzinho na sua frente e, na primeira oportunidade, fode com a sua vida. E Carminha é esse tipo de parasita, capaz de afagar com uma das mãos e apedrejar com a outra.

Claro, novela é ficção e as maldades da megera são sempre um tanto exageradas. Mas que existem muitas e muitas Carminhas por aqui, na vida como ela é, disso não tenho a menor dúvida.

Afinal, quem nunca levou uma bela rasteira da pessoa que menos esperava?

Bom seria se a gente tivesse o super-poder do Dr. Cal Lightman, o cientista interpretado por Tim Roth na série “Lie to Me”. Para quem não conhece a série, Lightman é espécie de “detector de mentiras” ambulante. Através da análise da linguagem corporal e das expressões faciais, consegue desmascarar os fraudadores.

Eu não consigo. 

Mesmo sabendo que o ser humano não é confiável, tenho imensa dificuldade de perceber se há alguma intenção maligna por trás de um sorriso, de um gesto bacana. Na verdade, prefiro acreditar que estou lidando com pessoas honestas. Não dizem que "os bons são maioria"? Pois então. É a chance que dou à humanidade de provar isso. 

Tem outra coisa. Imagine o inferno que seria viver desconfiado de cada pessoa que se aproxima da gente. Não dá, né?

A vida é isso aí, com suas Carminhas e seus percalços. Ou você se arrisca pra ver no que vai dar ou se esconde debaixo da cama. Sugiro a primeira a opção. Ainda que você se estrepe, pelo menos é mais emocionante.

2 comentários:

  1. Nao sabia que vc era noveleiro como eu. Hahaha e sim, inviável viver sempre desconfiando, entao tenho que acreditar que a maioria nao eh fdp. Mesmo tendo convivido com uma "Carminha" por anos e sem jamais ter desconfiado..,

    ResponderExcluir
  2. eu, felizmente ou infelizmente detecto as 'carminahs' da vida. e olha que são a maioria da humanidade, no meu ponto de vista. affff

    ResponderExcluir