quinta-feira, 28 de junho de 2012

os guarda-chuvas amarelos


Às vezes, tudo que desejo numa quinta-feira qualquer 
é ser surpreendido por uma árvore carregada 
de guarda-chuvas amarelos.

Ir para a rua e, de repente, ao caminhar pelo mundo,
me deparar com o incrível, com o extraordinário.

Algo que me liberte do lugar-comum,
da mesmice,
do ovo frito de todo dia.

Algo que me deixe encantado,
maravilhado,
perplexo
 que arranque de mim um sorriso à toa.
(por breve que seja)

Sim, queria que fosse uma
árvore carregada de guarda-chuvas amarelos.
Mas se não for,
pode ser um simples – 
 "bom dia".   

Um comentário: