quinta-feira, 9 de agosto de 2012

de olho nos atletas olímpicos



Esqueça a performance espetacular do nadador norte-americano Michael Phelps, o maior medalhista de Olimpíadas, com impressionantes 15 medalhas de ouro, duas de prata e duas de bronze. Esqueça também as marcas incríveis do velocista jamaicano Usain Bolt, o homem mais veloz do planeta.

Em época de Jogos Olímpicos, com atletas sarados vestindo shorts, bermudas e sungas justinhas, os comentários nas mesas dos bares gays concentram-se em algo, digamos, menos olímpico: o “volume” dos esportistas.

Lá no Muque de Peão (leia aqui), o Luciano publicou post sobre o remador norte-americano Henrik Rummer, que causou burburinho no mundo todo ao surgir “ereto” (pelo menos, é o que parece) no momento em que recebia a medalha de bronze.

Na foto, Rummer é o segundo da esquerda para a direita. E, aí, estava ou não estava em “estado rijo” o tal remador?
 
Essa, aposto, vai render muita conversa nas mesas dos bares gays.

Um comentário:

  1. Esta foto em close não deixa dúvidas:
    http://boyculture.typepad.com/boy_culture/2012/08/this-came-in-third.html
    Abraço!

    ResponderExcluir