domingo, 19 de agosto de 2012

ser feliz sozinho



É uma merda pensar que a minha felicidade está nas mãos de outra pessoa, que eu necessito dessa outra pessoa para me sentir feliz e completo.

Mas assim é. Viemos ao mundo com um vazio afetivo e passamos a vida tentando preencher esse vazio. Somos – alguns mais, outros menosmaníaco-dependentes da atenção alheia, do carinho alheio, do olhar alheio, das migalhas alheias.

Ei, por que você não me ligou ontem?

Seria bom – ah, seria! – se a gente conseguisse ser feliz sozinho.

Aí, eu não precisaria apontar uma arma pra você, não precisaria exigir porra nenhuma de você. E não estaria aqui, com o coração apertado, esperando você lembrar de mim. 

No filme The Doors (1990), de Oliver Stone, um enlouquecido Jim Morrisson pergunta para Pamela Courson: "Você morreria por mim?". 

Acho que é o que todos desejamos: que alguém declare que morreria por nós. Eu, para não ter que morrer por ninguém, só queria ser feliz por minha própria conta e risco.

2 comentários:

  1. Texto direto ao ponto, e concordo com cada palavra digitada, mas o mais legal é que "vi" uma cena do filme "Traídos pelo Desejo" na qual a personagem coloca uma arama na cara do seu objeto de desejo e "solicita" que ele diga que a ama, mesmo sendo mentira.

    ResponderExcluir
  2. Você nem imagina o quanto seus textos me ajudam, acredite somos muito parecidos. Estou chacada pór ver que alguém consegue expressar exatamente como me sinto! Obrigada.

    ResponderExcluir