quarta-feira, 15 de agosto de 2012

yes, nós temos bananas!


Na cerimônia de encerramento das Olimpíadas de Londres, assistimos a uma breve apresentação (8 minutos) daquilo que o Brasil deve mostrar na abertura da próxima, que acontece em 2016, no Rio.

Estavam lá Marisa Monte, Seu Jorge, o gari Renato Sorriso, BNegão, samba, carnaval, índios, Pelé, iemanjá, Villa Lobos, Chico Science, Alessandra Ambrósio, tambores, Wilson Simonal...

Acho que faltou destacar a bunda: o nosso maior patrimônio nacional. E faltou também o sertanejo Michel Teló incendiando o estádio com o hit planetário “Ai Seu Eu te Pego”.

De resto, foi o que era pra ser.

O Brasil é isso, goste você ou não. E é esse Brasil folclórico – com “samba no pé e cocar na cabeça” – que o mundo vai ver daqui a quatro anos no Maracanã. Assim é. A Grã-Bretanha tem Beatles e Rolling Stones. Nós temos bananas.

De qualquer forma, a festa de 2016 não é para nós, brasileiros. É festa para entreter os gringos, para apresentar o Brasil aos gringos e os gringos, a gente sabe, divertem-se adoidado com os nossos clichês.

Ainda que esses clichês envergonhem os brasileiros que costumam negar a própria identidade em defesa de um outro Brasil que simplesmente não existe.

Somos exóticos. Fazer o quê? 

Nenhum comentário:

Postar um comentário