sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Que as flautas de pã nos atormentem


A Bolívia é um pais encravado no centro-oeste da América do Sul. Faz fronteira com Brasil, Paraguai, Argentina, Chile e Peru. É um país com cerca de 10 milhões de habitantes e, até onde eu sei, o único incômodo que a Bolívia causa em alguns brasileiros é meramente auditivo, quando bolivianos ocupam as praças públicas e interpretam repetidamente o tema de Titanic com suas flautas de pã.

Isso, no entanto, não é nada perto da tragédia que aconteceu na última quarta-feira, 20, em Oruro, no jogo entre San José e Corinthians.

Pedantes, brasileiros acham-se melhores, mais desenvolvidos que os outros povos da América do Sul. Mas quem foi que viajou até a Bolívia e matou um menino de 14 anos em um estádio de futebol? Foi um chileno? Não. Foi um peruano? Não. Foi um brasileiro.

Não sei você, mas acho que nunca antes senti tanta vergonha de pertencer a este país de merda como neste episódio. Que as flautas de pã atormentem as nossas consciências pela eternidade. É tudo que desejo a nós, assassinos.
   

Nenhum comentário:

Postar um comentário