sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Quem ama, cuida

 
Essa foto aí em cima foi uma das vencedoras na categoria “Histórias da Vida Diária” no World Press Photo 2013. A imagem é de autoria do fotógrafo italiano Fausto Podavini e faz parte da série “MiRelLa”, realizada em junho de 2010 em Roma, na Itália.

Mirella, 71, é o nome da mulher que aparece na foto dando banho em seu marido, Luigi. O casal vive junto há 43 anos. Há seis, Luigi sofre de Alzheimer e é cuidado por Mirella.

Segundo Fausto Podavini, Luigi é a única pessoa que Mirella amou na vida. Foram anos de partilha, de dificuldades superadas juntos, sorrisos e bons tempos. Nos últimos anos, porém, os dias de Mirella são cíclicos e monótonos. Ela tenta olhar para frente. Acredita que “enquanto há vida há esperança no outro”. Mas as memórias do marido são consumidas a cada dia, lentamente, inexoravelmente.

“MiRelLa”, de acordo com Podavini, é a história de amor de uma mulher por seu marido. “Uma história de esperança, dor, angústia, descrença, resignação, desamparo.”

Ao ver essa imagem e saber do que se tratava, logo lembrei do filme “Amor”, do austríaco Michael Hanecke. O longa conta a história de um casal de octogenários e mostra – de maneira realista e sem sentimentalismos – o processo de definhamento físico da mulher, Anne (a sensacional atriz Emmanuelle Riva), após ela sofrer um derrame, e o amor incondicional do seu marido, Georges (o ator Jean-Louis Trintignant), ao cuidar dela.    

Realidade e ficção se cruzam nessas duas histórias que falam sobre a velhice, sobre o fim da vida, mas, especialmente, sobre o amor. Sim, é assustador reconhecer-se nesses “personagens”, saber que podemos lá na frente passar por dificuldades semelhantes. Ao mesmo tempo, é bonito demais perceber que o ser humano, movido pelo amor, às vezes é capaz de gestos como o de Mirella e Georges.

Mesmo diante do inevitável fim, ambos não abandonam seus amores. Abdicam do tempo que lhes resta para se dedicar inteiros ao outro

Quem não quer um amor assim? Um amor que não acabe por vaidade? Um amor que supere toda e qualquer adversidade da vida?

Quem ama, cuida.

Veja mais imagens da série MiRelLa aqui
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário