quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Romance tarja preta

 
O Lado Bom da Vida é um filme de amor. Nada além disso. Mas um filme de amor com a cara trombuda dos dias atuais. Repare nesse diálogo entre Pat e Tiffany, o casal protagonista:

Tiffany – Que remédio você toma?
Pat – Nenhum. Tomava lítio, seroquel e aripiprazol, mas não tomo mais, me deixavam confuso e inchado.
Tiffany – Eu tomava Frontal e Efexor. Concordo com você, me deixavam lesa, então parei.
Pat – Já tomou Rivotril?
Tiffany – Rivotril? Já, Jesus!
Pat – Pois é. Eu ficava tipo “que dia é hoje”? E Donaren?
Tiffany – Donaren!
Pat – Te derruba. Você já era. Tira o brilho dos seus olhos.
Tiffany – Pode apostar.

Pat (Bradley Cooper) é maníaco-depressivo. Tiffany (Jennifer Lawrence) é ninfomaníaca (faz sexo para aplacar as suas dores). Esse papo sobre remédios para depressão e transtornos de bipolaridade acontece no primeiro encontro entre os dois, durante um jantar na casa da irmã de Tiffany.

Antes, quando se conheciam, as pessoas costumavam perguntar uma para a outra o signo, a idade, a profissão. Hoje, procuram afinidades questionando quais medicamentos cada um toma. É o romance tarja preta, o amor movido a inibidores de recaptação de serotonina.      

Em O Lado Bom da Vida, Pat e Tiffany viveram perdas que justificam os seus distúrbios. Mas, depois de alguns desencontros comuns nesse tipo de filme, os dois, claro, vão superar juntos as suas perturbações mentais. A trilha sonora segue esse script. Lá pelo meio do filme, ouvimos "Psycho Killer", do Talking Heads, em versão de Bruce Lash. Quando as coisas começam a "clarear" para os personagens, surge a voz de Yuna cantando "Here Comes The Sun", dos Beatles.  

Todos sabem. Vivemos numa época em que qualquer melancolia logo é diagnosticada como depressão. Ironicamente, quanto mais buscamos a tal felicidade, menos felizes nos sentimos. E tome Frontal, Rivotril, Donaren para aliviar as nossas frustrações. 

Esse "estado de espírito" atormentado de Pat e Tiffany é o único ingrediente a mais no filme do diretor David O. Russell. De resto, O Lado Bom da Vida é bem convencional.

Assista ao trailer de O Lado Bom da Vida aqui 
   

Nenhum comentário:

Postar um comentário