quarta-feira, 27 de março de 2013

A homossexualidade existe. Ponto final



A Suprema Corte dos EUA está julgando o casamento gay. Se os nove juízes aprovarem a união entre pessoas do mesmo sexo, tal decisão vai valer para todo o país. Em programas de televisão, nas ruas, em frente à Suprema Corte americana, há mobilização intensa de manifestantes a favor e contra. Por isso, pergunto ao heterossexual que é contra:

Se o casamento gay é aprovado, qual o impacto disso em sua vida?

Eu mesmo respondo: nenhum, porra!

Se o casamento gay é aprovado, você, heterossexual, não vai pagar mais impostos, não vai perder nenhum dos seus direitos, não vai ser obrigado a gostar da Lady Gaga.

Se o casamento gay é aprovado, você, heterossexual, vai continuar no mesmo lugar de sempre, levando a mesma vida de sempre.

Então por que você, heterossexual, perde o seu precioso tempo indo para a rua manifestar-se contra o casamento gay? Por que, em vez de cuidar da própria vida, insiste em meter-se na vida alheia?

Ah, a sua religião considera a homossexualidade um pecado? Pois eu considero a religião uma enganação. Mas nem por isso me intrometo na sua fé, nem por isso acho-me no direito de proibir que cada um acredite no deus que quiser.

A fé existe. Ponto final. A homossexualidade existe. Ponto final. E que cada um siga o seu caminho sem querer barrar o caminho do outro.

Ser livre é saber respeitar a liberdade de cada pessoa ser quem ela é.
 

2 comentários:

  1. Juro que, simplesmente, nao entendo. Acho queda falta de roupa suja para lavar... Puta texto MAC...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. tb não entendo, Karina.
      e jamais vou entender isso.
      bj.

      Excluir