segunda-feira, 18 de março de 2013

Culpa

 
Culpam-me
por tudo.
Por eu trepar.
Por eu comer carne.
Por eu tomar banhos demorados.
Por eu fumar.
Por eu estar gripado.
Por eu ser feio.
Por eu ser gordo.
Por eu ser bicha.
Por eu gostar de novela.
Por eu não gostar de jiló.
Por eu preferir praia sem sol.
Por eu preferir.
Por eu acordar tarde.
Por eu falar o que penso.
Por eu não falar.
Por eu ser
eu mesmo.

Eu:
culpado!

Nem sei como me aguento de pé
carregando tanta culpa sobre os ombros.  

Se adoeci,
não cuidei de mim (culpado!)
Se tropecei,
não olhei por onde ando (culpado!)
Se fracassei,
não lutei o suficiente (culpado!)

Por culpa,
mata-se
Por culpa,
morre-se.

Por culpa,
rejeito meus pensamentos,
nego minha identidade,
falsifico a mim mesmo. 

Culpa é instrumento
de dominação.

Querem me dominar
pela culpa,
impondo-me autopunição 
 apenas por eu ser quem 
eu que sou. 
     
***

Veredicto:
Livre-se da culpa.
Desculpe-se.

Um comentário:

  1. Você me entende tão bem... Por isso venho aqui todo dia.

    ResponderExcluir