segunda-feira, 29 de julho de 2013

Não se acostume


Acordei, olhei pela janela e está tudo igual.

Fernando Pessoa tem um poema que começa assim: “Não se acostume com o que não o faz feliz”.

É um bom conselho. Um poema bonito. Me faz pensar sobre mim, sobre as coisas que não me fazem feliz. 

Será que me acostumei com elas?

Acho que sim. Da mesma maneira que me acostumei a ver um mendigo na rua como se fosse algo “natural”. Não é. O mendigo é vítima desse sistema filho da puta que privilegia uns e fode com o resto.

Mas...

É assim. De tanto ver, não vemos mais nada. De tanto sentir, calejamos. De tanto doer, acostumamos com a dor.

Acomodar-se à determinada situação é bem mais fácil que se rebelar contra ela: “Ei, me deixa quieto no meu canto!”

Ser feliz exige força e vontade e disciplina. Exige abrir mão do conforto da acomodação e ir à luta. Mas e aí: você está disposto a lutar contra o que não o faz feliz?
 

2 comentários:

  1. Hola...

    "Não se acostume com o que não o faz feliz" é o início de um poema. Mas é do Caio Fernando Abreu.

    ;-)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se é do Caio, fica aqui registrado meu erro. Obg. Bj.

      Excluir