segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Chilique de adulto não dá!


É foda, mas é assim mesmo. Um dia você cresce e se torna adulto. E ser adulto é das coisas mais chatas do mundo.

Ser adulto é ser responsável, ter que fazer aquilo que não gosta, pagar contas, assumir compromissos, viver dentro de aborrecidas regras sociais. Não pode isso, não pode aquilo. “Ei, você não é mais criança pra ficar agindo como tal!”.

Ser adulto é perder a ingenuidade, a espontaneidade, o atrevimento de dar um beliscão no outro simplesmente porque não foi com a cara do outro.

Ser adulto é isso: aprender a se comportar de acordo. Em outras palavras: fingir, dissimular, representar seu “papel social”.

Aí o jeito é esperar a velhice para voltar a ser criança. Só os velhos e as crianças podem falar o que pensam – doa a quem doer.

Mas se ser adulto é chato, mais chato ainda é adulto que se comporta como criança mimada, dando showzinho para chamar atenção e para que suas vontades e caprichos e resmungos sejam atendidos.

Olha, chilique de adulto não dá!

Adulto que vive fazendo biquinho para ser paparicado merece escorregar numa casca de banana e cair de bunda no chão para que aprenda logo que o universo não gira ao seu redor e que as pessoas não estão à sua disposição. 

Precisa de colo? Pode contar comigo. 

Só não pense que vim ao mundo apenas para lhe servir.  
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário