sábado, 31 de agosto de 2013

Eu sou um deus

Entendo um cara como Kanye West dizer que é "o astro do rock vivo número um", comparando-se a Axl Rose, Jim Morrison e Jimi Hendrix. 

No mais recente disco do rapper (Yeezus) tem uma canção chamada I Am a God, e West, ao que parece, sente-se um deus mesmo. "Eu fiz essa música porque eu sou um deus." 

Kanye West diz que até tenta controlar seu narcisismo, mas: "Meu ego é minha droga. Minha droga é pensar 'eu sou melhor do que todos vocês'", declarou para a revista W.

Verdade verdadeira: o cara é bom naquilo que faz, já vendeu milhões de discos, é milionário, é um dos rappers mais famosos do planeta. Se tem fulanos que podem "se achar", West é um deles.

Gente com ego inflado, como o de West, costuma irritar os outros. Esses outros acham que devemos todos ser "humildes". Acham "feio" quem se vangloria de suas conquistas. No Brasil, como disse certa vez Tom Jobim, "sucesso é ofensa pessoal".

Mas se o cara tem talento, trabalhou muito para conseguir o que tem, por que não pode se orgulhar de suas vitórias? Pode sim. E os derrotados e ofendidos e pobres coitados que se mexam para conquistar as próprias medalhas em vez de ficar maldizendo o sucesso alheio. 

Se não devemos nos conformar com as nossas derrotas, também não devemos nos envergonhar das nossas vitórias.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário