quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Resiliência

No livro Meus Tempos de Ansiedade, do Scott Stossel, tem um capítulo chamado RESILIÊNCIA. 

Segundo o dicionário, resiliência é a "habilidade que uma pessoa desenvolve para resistir, lidar e reagir de modo positivo em situações adversas".

No livro, Stossel cita Dennis Charney, professor de psiquiatria e neurociência da Faculdade de Medicina Ichan, em Mont Sinai. 

Charney estudou prisioneiros americanos da Guerra do Vietnã que, apesar dos traumas que enfrentaram, não se tornaram deprimidos nem apresentaram transtorno de estresse pós-traumático. A conclusão do professor foi que a resiliência e a aceitação eram o que permitia a esses veteranos resistir à ansiedade mórbida e ao colapso psicológico que afligiam muitos outros.

A partir desse estudo, Charney identificou os dez elementos e traços psicológicos da resiliência:

- otimismo;
- altruísmo;
- a posse de uma bússola moral ou conjunto de convicções não passível de fragmentação;
- fé e espiritualidade;
- humor;
- ter um exemplo a seguir;
- ter apoio social;
- encarar o medo (ou deixar a própria zona de conforto);
- ter uma missão ou significado na vida;
- ter prática em perceber e superar dificuldades.

Ser resiliente, como se vê, não é lá muito fácil. 

De qualquer modo, segundo Stossel, a psicologia moderna vem atribuindo cada vez mais importância à resiliência como um poderoso escudo contra a ansiedade e a depressão.

Outro achado do livro:

Numerosas e interessantes pesquisas vêm descobrindo que os deprimidos mórbidos costumam ser mais exatos em suas autoavaliações do que as pessoas saudáveis, o que indica que uma boa dose de ilusão sobre si mesmo - pensar que você é o melhor ou mais competente do que na realidade é - faz bem à saúde mental e ao sucesso profissional. 

Ou seja: um pouco de autoengano cai bem.

2 comentários:

  1. Eu acho muito interessante o conceito de resiliencia, seu artigo e as informaçoes que disponibilizou são muito interessantes. Eu diria que eu tenho baixa resiliencia, ou seja, demoro um pouco a reagir perante alguma situação... e vc?

    ResponderExcluir
  2. Agora percebo que já refleti bastante sobre os traços psicológicos da resiliência, sobre como eu deveria ser, principalmente o tópico de ter uma missão ou significado na vida e o de ter prática em perceber e superar dificuldades... me identifico também com a autoavaliação sempre presente q me levou a mesma conclusão no final desse texto. "Um pouco de autoengano faz bem". Bom texto.

    ResponderExcluir