domingo, 30 de agosto de 2015

o equilibrista

Descuidou-se por um instante
e as bolas escaparam,
correram desnorteadas pela rua.

Ele tentou agarrá-las,
mas era tarde.
As bolas correram mais que ele.

Foi um único instante,
um único instante de descuido.

Agora, ele terá que juntar todas as bolas 
e começar tudo de novo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário